(Todos os desenhos, colagens e fotos de Patrícia Amato)

Este tema pode ser fácil para a maior parte dos artistas. Para mim não é, nunca foi. Então, vou compartilhar com você que não é Artista e que gostaria de começar a aprender ou mesmo com você Artista que desenha e tem dificuldade em liberar seus traços (assim como eu), algumas dicas.

O que me ajuda são meus laboratórios de fotografias. Saio fotografando o que gosto. É importante que você comece desenhando o que goste, sem censura. Então permita-se treinar o seu olhar. Fotografe. Comecei pelo meu celular. Hoje tenho uma máquina semi-profissional. E um dia gostaria de ter uma profissional.

Em posse das fotos que eu imprimo em preto e branco numa impressora comum, eu olho bem mesmo. Escolho o que tem a ver com minha Arte. No meu caso, o apelo ambiental me chama muito, por conta do lugar onde vivo. Então, procure perceber o que tem a ver com você. Pergunte-se: é simplesmente beleza? A luz? Animais, flores, uma cena forte? Nem sempre a beleza é artística, nem sempre arte é somente beleza plástica. Mas eu procuro sim, juntar a mensagem que quero passar com a beleza. Deixe-me exemplificar melhor.

A célebre foto da “Afegã” é um bom exemplo de arte com beleza. José Bassit,grande fotógrafo que eu sempre cito, é minha referência pessoal de fotos artísticas extremamente belas.Sebastião Salgado, nem se fala.

A Aquarela que ilustra este artigo foi feita sobre um desenho inspirado em colagens de fotos minhas. Várias fotos. Que eu recortei e montei como quis, até que enxerguei esta figura na colagem e reproduzi. Faço isso sempre, desde agosto de 2016. E foi o que liberou e muito minha mão para desenhar criativamente.

Desenhar o figurativo simplesmente olhando “coisas” é outra coisa que faço (não muito bem, confesso). Pratico não para ser uma copista, mas para ter a segurança de melhorar meu traço.

O traço – tão bom achar o próprio. Ele vai surgindo com o treino. À medida que você vai desenhando mais e mais, notará que seu estilo será quele que você curte fazer. Deslanche nele! Não o controle não, só aprimore-0!

Porém, a dica mais importante de todas: Não tenha medo de errar. E lembre-se que a borracha é tão importante no desenho quanto os lápis da série B, o 2B, 4B e o 6B. Faça inúmeros esboços, acerte, erre e divirta-se, mesmo com os erros. Eu sempre aproveito meus supostos “erros” para criar em cima deles.

Desenho é daquelas coisas que aprendemos praticando. Como as boas coisas da vida.

Boas Artes!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios