(Foto de Patrícia Amato)

Dia desses cheguei na cozinha pela manhã e deparei-me com esta coisa maravilhosa. Uma cesta repleta de acerolas madurinhas. De lá eu já gritei: ” Zé, Nazaré, Avemaria, que delícia é essa?”. Lá vem a Nazaré. “Bom Diaaaa!!!! Viu só o que  Zé colheu pra nós?! Antes de sair de casa, ele foi lá no pé do terreno do lado e trouxe pra gente fazer “até umas hora”!

E foi isso mesmo o que aconteceu. Fizemos um suco grosso, delicioso e ainda congelamos porções para mais dois que foram sorvidos em goladas saboreadas por nós na varanda, gostosamente durante os almoços.

E como sempre, vendo esta foto e lembrando do fato, senti a mensagem. De riqueza, fartura, prosperidade. E principalmente, de felicidade.

O dinheiro é necessário, por isso a gente luta para vender nossa Arte. Principal assunto do artenavida. Mas a vida é boa, e não podemos esquecer dos pequenos gestos e recompensas que elas nos traz.

Uma pequena lista de coisas gratuitas ou baratinhas que representam abundância e riqueza:

  • Abraços em pessoas queridas.
  • Beijos de crianças. Filhos, vizinhos. De netos.
  • Bala jujuba (experimente comprar um saco e espalhar num lindo pote de vidro que tiver em casa).
  • Nossas Obras de Arte  – elas tem alto valor e somos os seus donos. Logo, somos ricos.
  • Nossas mãos, que produzem arte.
  • Nossa criatividade. Não tem preço.
  • Almoço em família.
  • Arroz e feijão feito na hora. E de quebra tomar o caldinho do feijão temperado na xícara de café com uma pimentinha. Uiiii.
  • Pizza de Mussarela com cervejinha. Em casa, assistindo um filme.
  • Pipoca, assistindo um fime.
  • A sensação singular de estar desenvolvendo uma Obra de Arte nova. Qual o preço disso?
  • Encontrar os amigos que a gente gosta muito, numa vernissage.
  • Gargalhar até perder o fôlego com aquele seu amigo palhaço.
  • Juntar a pizza com a cervejinha e o amigo palhaço.

Aproveitemos nosso tempo para curtir a nossa vida, ela é realmente efêmera. Essa coisa de deixar para amanhã, é bem ruim. Falando nisso, que planos tem para hoje?! Olhe para esta lista deliciosa e vai achar algo bem gostoso para fazer!

Termino com a frase que me inspirou a escrever este texto:

“Liberdade não é fazer o que se quer, mas querer o que se faz.” – Satre

Continue sendo Artista. Nós somos pessoas livres e o mundo precisa de nós.

Boas Artes!

 

Anúncios