Acho que todos nós Artistas devemos aos nossos “Artistas Antepassados”, as nossas influências. Todos temos nossos ídolos, os grandes Mestres que nos influenciam. POr muito tempo fui influenciada por Monet e Tolouse Loutrec. Depois, Matisse, Magritte, Dali. Mas é bem mais recente minha rendição aos dadaístas e contemporâneos.

Eu tinha uma espécie de preconceito (leia-se falta de cultura, rsrs). Confesso. Mas nada como ler e estudar. A primeira vez que fui ao Centre Pompidou achei tudo ruim. Foi como jogar pérolas aos porcos. No caso, o porco era eu. Era muito nova e faltava-me cultura artística. Depois, quando estudei (por conta própria, sou autodidata) é que consegui finalmente valorizar o que tinha visto. E lamentar o que deixei de perceber.

Hoje, amo Marcel Duchamp e o que ele representou com aquele Urinol que denominou ser uma Fonte. O seu questionamento.

Em tempo: “O dadaísmo foi um movimento artístico que surgiu na Europa (cidade suíça de Zurique) no ano de 1916. Possuía como característica principal a ruptura com as formas de arte tradicionais. Portanto, o dadaísmo foi um movimento com forte conteúdo anárquico. O próprio nome do movimento deriva de um termo inglês infantil: dadá (brinquedo, cavalo de pau). Daí, observa-se a falta de sentido e a quebra com o tradicional deste movimento.”

Características principais do dadaísmo:

  • Objetos comuns do cotidiano são apresentados de uma nova forma e dentro de um contexto artístico;
  •  Irreverência artística;
  • Combate às formas de arte institucionalizadas;
  • Crítica ao capitalismo e ao consumismo;
  •  Ênfase no absurdo e nos temas e conteúdos sem lógica;
  • Uso de vários formatos de expressão (objetos do cotidiano, sons, fotografias, poesias, músicas, jornais, etc) na composição das obras de artes plásticas;
  • Forte caráter pessimista e irônico, principalmente com relação aos acontecimentos políticos do mundo.

Principais artistas dadaístas

Tristan Tzara , Marcel Duchamp , Hans Arp ,  Julius Evola , Francis Picabia , Max Ernst , Man Ray ,  Raoul Hausmann ,  Guillaume Apollinaire ,  Hugo Ball ,  Johannes Baader , Arthur Cravan ,  Jean Crotti ,  George Grosz , Richard Huelsenbeck,  Marcel Janco , Clement Pansaers,   Hans Richter ,  Victor Brauner,  Kurt Schwitters,  Sophie Täuber

Fonte:http://www.suapesquisa.com/artesliteratura/dadaismo.htm

Marcel Duchamp, seu representante mais icônico é também sem dúvida um dos percursores da Arte Conceitual. Os seus objetos chamados de “Ready Made”, colocaram as pessoas para pensar. Causaram fúria. até em mim, em pleno 2004! Imagine nos idos de 1917

Ele foi Performer ao interpretar Rrose Selavy ( nome trocadilho que signicava a vida é rosa). Os seus Ready Mades traziam o princípio da arte que questiona. A arte que não responde.  E de que a ideia é mais importante do que o objeto artístico. No mínimo, instigante.

As pinturas de Duchamp, não são menos brilhantes. Mas estas entrarão em outro post. Hoje, ficamos com suas ideias e questionamentos. Para pensarmos.

Boas Artes!

Anúncios