(Foto de Patrícia Amato)

Acho que não há poder maior do que a liberdade do pensamento. Talvez haja sim. A de Liberdade de expressão, que é expressar o que se pensa. Impagável, para qualquer pessoa. E para nós artistas, podermos expressar nossas ideias e pensamentos através de nossas artes é de um frescor inenarrável.

Paradoxalmente, nós seres humanos, adoramos uma censura, ainda que velada. Mesmo nós, que tanto defendemos o livre pensamento. Sim, nós artistas.Apesar de gostarmos da ideia de falar o que pensamos,  alguns de nós (felizmente não todos nós), também censuram o colega. Aham. Censuram sim. Falam mal da arte alheia, dos atos alheios e de tudo aquilo que não concordam, do que lhes incomodam ou do que não entendem. Como diria Caetano “Narciso acha feio o que não é espelho”.

Mas acredito que a grande maioria ainda tem a cabeça aberta. Eu escolho ter. E escolho meus amigos e parceiros de vida que não rotulam as artes alheias e nem os pensamentos artísticos daqueles que trabalham seriamente em favor da Arte.

Meus amigos, vocês sabem o quanto é necessário ter coragem e competência para ser Artista no Brasil. Por isso admiro tanto nossa classe. Então acredito que devemos ser exemplo do livre pensar. Mais do que isso, apoiar-mo-nos em nossas artes.

Pretendo continuar exercendo meu direito de pensar e expressar o que eu acredito SEMPRE. Na minha Arte, no artenavida, na minha vida. Ninguém precisa concordar e nem quero. Pois uma coisa que devemos aprender é ter respeito pela opinião alheia e isto inclui ouvir o outro para ser ouvido. Respeitar as discordâncias. Sempre de maneira justa e cordata.

Então, expressemos nossas idéias. É nossa maior fonte criativa. Nossa arma de sobrevivência e autenticidade, neste mundo tão cheio de obviedades.

Aqui e onde eu estiver, falo sobre o que eu pensar. Com respeito a todos. Espero e desejo o mesmo a vocês.

Boas Artes!

Anúncios