A Tríade – A Vaidade do Artista, O Falso Curador e o Verdadeiro Curador

Antes de mais nada, preciso dizer que existem excelentes profissionais que promovem eventos artísticos. Curadores, Produtores Culturais sérios e que realmente trabalham para que o artista seja reconhecido. Eles tem cuidado ao divulgar o trabalho, o nome do artista, ao fazer uma boa leitura das Obras na montagem de um Vernissage. Cuidam também da visibilidade do trabalho dos Artistas, ou seja, preocupam-se que colecionadores estejam presentes às mostras em algum momento. Preocupam-se também com os locais de exposição. Para eles, Arte é coisa séria e os Artistas, profissionais que dão duro no seu trabalho e que não podem pagar caro para expor. Conheço pelo menos três assim. E eles são Artistas também. Exporia com eles de olhos fechados. Amanhã. Hoje.

Agora, vou dizer o que precisamos avaliar. Infelizmente, nem todos são tão sérios como os profissionais que eu descrevi acima. Eu mesma, me arrependo e muito de ter gasto uma soma considerável em meu primeiro ano como artista profissional. Primeiro, porque não era boa artista. E não estava preparada. Segundo, porque nunca vendia e era iludida e compelida a expor mais e mais para vender. Então, por experiência própria e por ter tomado uma boa dose do fel da vaidade àquela época,  que acomete qualquer novato, sinto-me com autoridade para alertar os sinais do perigo.

Lista 01 – Da Vaidade do Artista

  •  Todo artista precisa saber se é bom, apesar de gostar do próprio trabalho. Achar que é bom, não é suficiente e pode te estacionar. Procure um Mestre. Alguém sincero, de confiança e que não tenha medo de dizer as suas falhas. Um Mestre das artes, vai enxergá-las.
  • Prepare-se para crescer com as críticas de seu Mestre. Você o escolheu. E ele vai dizer verdades para você, então ouça e engula o seu orgulho. Acima de tudo, trabalhe para melhorar. Faça aulas com ele, se puder e ele te ministrar. Se não der, peça dicas, faça exercícios semanais e traga de volta para que ele avalie. Não espere melhoras rápidas, mas contínuas. É assim mesmo.
  • Não queira ser melhor ou saber mais do que ninguém. Não é por isso que somos artistas. Se você vende, não é por isso que é bom artista ou que não precisa de um Mestre. E se não vende, idem. Sempre tem alguém que sabe mais do que nós. O meu Mestre tem 74 anos, pinta há 45 e diz que precisa aprender muitas coisas. Toda a semana ele aprende coisas novas. Ele pesquisa sem parar. É um sábio. E eu pego carona com ele. Eu pinto há 18 anos e sou uma adolescente perto dele.
  • Humildade. A maior arma contra o orgulho e a vaidade. Você vai querer brigar com seu Mestre. Briguei muitas vezes e chorei com o Sergio Grecu. Mas ele é meu melhor amigo. E semana que vem, vem passar uns dias aqui em casa. Pense nisso.

Lista 02 – Cuidado com os Falsos Curadores

  • Falsos em todos os sentidos. Porque não honram a profissão e denigrem os verdadeiros colegas que a praticam com maestria. E falsos, porque não te dizem a verdade. Você é novato, pinta mais ou menos e eles sabem disso. Mas sabem também, que você está louquinho para se tornar um profissional. E dizem o que você quer ouvir. “Nossa, quanto talento”. “Você vai longe, sei bem que digo”. Vamos expor para mostrar o seu trabalho e verás onde você vai chegar”. E você, vai. E paga. Uma atrás da outra.
  • Um Falso Curador normalmente promete trazer colecionadores para os vernissages. Eles nunca aparecem.
  • Um Falso Curador geralmente te diz que a próxima exposição, essa sim vai bombar. Te dá o nome de alguns mega artistas que aderiram. (boa parte deles não paga, mas sim os que ainda não tem nome estabelecido). Aí, o artista novato pode se deixar seduzir, mais uma vez.
  • Um Falso Curador normalmente mente com relação à visibilidade do local de exposição. Ele diz que é maravilhoso, super visitado, pessoas distintas costumam ir e muito ao local. Quando na verdade, trata-se de um ponto micado, podendo até ser central, mas que ou você tem que pegar um elevador, ou ninguém entra com tanta frequência assim.
  • Normalmente procuram Artistas não necessariamente pela qualidade do trabalho. Nem pesquisam. Procuram indicações. Números. Precisam vender e só. Não tem aquele cuidado profissional dos relacionamentos.
  • Eles na verdade, só pensam neles. E no seu dinheiro. 

Lista 03 – Os Verdadeiros Curadores

  • Ah, eles existem. E como são bons, competentes e distintos. Arte para eles, é coisa séria. Preocupam-se com o artista, pois são ou foram artistas de verdade. A maioria ainda é e às vezes, até expõem. Se é certo expor junto?! Porque não?! Para mim, só dá crédito ao curador. Porque ele não exporia se não acreditasse no próprio ponto que escolheu?! Ponto para ele!
  • Eles cobram justamente. Porque vivem de arte. Cobram pelo trabalho de montar, de tomar cuidado das obras, de fazer um coquetel simples quando é possível. E sim, cobram pelo % de venda, normalmente uma pequena comissão.
  • Tomam cuidado imenso com suas Obras. Tratam com carinho, pois são artistas e dão valor.
  • Tem cuidado na montagem. Tem orgulho do próprio trabalho e ficam felizes pela felicidade dos colegas.
  • Percebem um artista em dificuldade e sempre chamam este amigo para expor para dar aquela força, sem humilhá-lo.
  • São pessoas que todo mundo gosta.
  • Eles escolhem locais que interessam ao público e aos Artistas, pois pensam com a cabeça de Artista. O local não precisa ser badalado e sim P-E-N-S-A-D-O. Imagine um lugar onde quem trabalha são os próprios potenciais consumidores?! BINGO!
  • Alguns lançam livros, lecionam arte, esculpem, pintam, mas arte é a vida deles. 

Portanto, concluo que assim como em qualquer profissão, no nosso mundo Artístico, precisamos separar o Joio do Trigo.

Eu felizmente tenho aprendido. Dei cabeçadas nesses anos, gastei dinheiro à toa, fui vaidosa. Mas felizmente, agora posso dividir minha experiência e quem sabe ajudar a alguém a não cometer os mesmo erros.

Um beijo, querido Artista.

E Boas Artes!

Anúncios

Publicado por patriciaamatobl

Sou Artista Plástica, amante do meio ambiente e mostro como a Arte pode transformar nossas vidas!

21 comentários em “A Tríade – A Vaidade do Artista, O Falso Curador e o Verdadeiro Curador

  1. Olá Patrícia,
    Adorei seu texto!!!

    Penso exatamente igual, é preciso saber distinguir o que se quer.
    Já conversamos várias vezes e Vc sabe como penso.

    Amo Arte, por isto fui estudar na Escola Panamericana de Arte.
    Queria e quero sempre estar atualizada!
    A meu ver, um profissional precisa sempre estudar, conhecer, descobrir.
    Precisa saber passar para o papel o que faz na tela, ser Artista para mim, não é só pintar, é saber definir o que faz!

    Gosto muito de montar um Projeto e ver tomando forma. Normalmente eu mesmo faço as escolhas, além de aceitar indicações de um Artista por parte de outros Curadores, mas gosto de ver e conhecer o trabalho antes de fazer o contato.

    Adoro conversar e trocar experiências com os Artistas, ver tudo pronto, depois de muitas conversas e reuniões.

    E não coloco nada em redes sociais antes de dois meses do Projeto acontecer.
    É preciso postar claro, mas tudo tem tempo e momento, a ansiedade e o excesso de postagem também podem atrapalhar.
    Um bom Artista, sabe esperar a hora certa!

    Uma vez conversando com uma outra Curadora, ela me disse: …”tem artista que expõe a mesma obra com vários curadores, isto não é bom”…
    Também concordo! É preciso tempo e respeito a Arte!

    Nenhuma exposição garante vendas, mas torcemos para isto!
    Porém antes, torço pelo crescimento, pelo bom trabalho, pela honestidade e entrega do Artista com suas Obras.

    Acho importante saber que para um trabalho ter qualidade, precisa ser bem feito, desde seu começo!

    E quando conheço e gosto de um Artista, convido para participar do meu livro… assim, mais pessoas podem conhecê-lo… saber de sua técnica… vida…

    Eu faço Arte por amor, e tenho um compromisso comigo de ser o mais integra possível… pois recebi um dom do Criador e me sinto honrada e jamais vou decepcionar a Ele, a Mim, a minha Família e a Arte!

    Obrigada sempre pela oportunidade de poder conversar.

    Curtido por 1 pessoa

    1. ..otimo alerta!!! obrigada!!!por ser m curadora!! kem ama Arte e a respeita so pode ser fiel… mas nem sempre é assim.. como faço + expos ..ja tive alguns problemas… k depois de luta de anos consegui resolver!!!

      Curtido por 1 pessoa

      1. Querida obrigada! Mas preciso dizer, que não curadora. Procuro os bons e justos. E na verdade, exponho em grupos de artistas.Onde um d enos, faz a p´ropria curadoria.. Sou apenas uma artista, assim como vc, que luta para viver de arte! Sou uma ativista das artes também, por isso este blog.Um beijo.

        Curtir

  2. E isso aí…esse texto vem como alerta para que artistas enxerguem primeiro o caminho como um trabalho a nível profissional do que acharem que vão arrebentar a boca do balão colocando seus trabalhos nas mãos daquele que ilude para tirar proveito….tem ótimos curadores sim, que te respeitam e te ajudam…Uma coisa é certa, eu sempre disse para a Patricia que tenho 45 anos de arte e pesquisa e ainda não sei nada e talvez nessa encarnação não atinja o que eu imagino como ótimo ou quase perfeito…Só uma coisa é importante aos novos artistas…pra se chegar a faculdade tem que se começar pelo primário e depois de formado tem que se passar por várias especializações para aperfeiçoar seu profissionalismo, e ao passarmos dessa para melhor teremos a certeza de que faltou muita coisa. Rastegue, falei!!!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Seu texto é um alerta importantíssimo! Também errei (algumas vezes) e percebi em seguida que estava sendo usada e não avaliada. Ainda bem que percebi logo e estou aprendendo a confiar nas pessoas certas. O caminho do artista é sempre longo e o aprendizado nunca acaba. Mas não desisto e aos poucos acabo vendo o resultado da Arte em minha vida. Parabéns pelo seu blog, que tambem fax a gente feliz! Bj

    Curtido por 1 pessoa

    1. Minha querida Malu! Acontece com todos nós! Mas sim, aprendemos! O importante é que agora, eu sei que vc está em boas mãos. Expor onde vc está expondo, é bom demais. Um lugar muito bem pensado, estratégico. Continue! Procure se aprimorar sempre. Eu vou me aprimorar até o último segundo de vida.. Assim como os grandes fizeram. Um beijo.

      Curtir

  4. Corretíssimo Patricia Amato tenho a mesma visão, temos sempre que buscarmos saber quem são realmente profissionais, e quem realmente leva a sério os Artistas, inclusive respeitando os mesmos e tendo em vista o verdadeiro crescimento dos Artista em síntese ou no aspecto ao contexto. Acredito que como citado acima e eu estou totalmente em concordância, acredito que principalmente se o curador for um Artista , se utiliza as massivas mídias de publicidade e se de fatos busca em consonância os apreciadores e colecionadores de Artes , tudo pode caminhar muito bem se conduzido com total honestidade, transparência, e seriedade ao Artista a Arte e ao crescimento dos mesmos.
    Parabéns por sua matéria, ótimo questionamento

    Curtido por 1 pessoa

  5. Muito bom Patricia Amato , nunca cai nas maos destes “curadores” , desde o primeiro contato com um deles, já percebi que ali tinha cheiro de mentira e enganação. A abordagem é tosca, aquele papo de Europa que convence a muitos, de Louvre, mas nao é o Museu do Louvre … “Galeria Pagé” da Holanda é mais chique que dizer q esta expondo por aqui. Entendedores entenderão… Alguns artistas caem, ludibriados por promessas ou se enganando mesmo, fica a dica para outros artistas , texto valido a todos !

    Curtido por 1 pessoa

    1. Isso mesmo Andreza! Nenhum de nós está livre. A nossa vaidade é que vai decidir. Ela é aporta de entrada para os bons e maus profissionais. Controlemos a vaidade excessiva e assim, naturalmente abriremos aporta somente a bons profissionais. Um beijo, querida! Boas Artes!

      Curtir

      1. Sim ninguem esta livre, por isso um texto como o seu é de extrema importancia. Talvez vc pense que nao, mas esta ajudando muita gente. Antes da abordagem desta curadora, ( que expliquei acima) um artista, ja senhor de idade, tinha postado algo a respeito disso, dali eu ja entendi que tinha muita coisa estranha nesse mundinho das artes. Muitos vão ler o seu texto, e talvez entendam que nem todo mundo é serio e quer de fato te ajudar. Parabens novamente

        Curtido por 1 pessoa

  6. Muito boa a sua análise do mercado de arte atual! Um show de vaidades e exploração dos que querem “aparecer” e “brilhar” fora de época. Arrancar fruto verde do pé, nunca é digerível e bom! A sensibilidade e o conhecimento do curador é tudo que esperamos para confiar nossa obra! Sem falar da honestidade de propósitos. Todos, em algum momento, já caimos nesta! Mas a vida sempre ensina. Nós temos é que ficar de olhos e “antenas” bem abertas!!!! Obrigada pelo artigo. Estou adorando sua página!

    Curtido por 1 pessoa

  7. QUE ARTIGO MARAVILHOSO !!!!
    Também já caí na mão dos “FALSOS CURADORES”;já fiz Expos em lugares micados;já paguei muito e já fiz Expos em lugares escondidos com elevador…..he he he !
    AGORA FIQUEI ESPERTO,estou ligado e sei separar o joio do trigo e a pirita do Ouro verdadeiro ! ENCONTRAR UM CURADOR COMPETENTE E HONESTO É BEM DIFICIL HOJE EM DIA,mas sim,eles existem !
    E eles também Pintam,produzem Obras,fazem Esculturas e tem propostas estéticas de alto nível ! AONDE JÁ SE VIU UM CURADOR DE ARTE QUE NÃO PRODUZ ARTE ??????? QUE NÃO SABE PINTAR,NÃO DESENHA ,NÃO ESCULPE OU NÃO SABE CRIAR UMA OBRA ????

    OS BONS CURADORES TAMBÉM SÃO ARTISTAS PRODUTIVOS,saibam achar e encontrar,que estes sim tem bons contatos,sabem fazer uma EXPO bombar,levam COLECIONADORES verdadeiros para os seus Eventos ; Estes saberão orientar,dar conselhos,corrigir rumos e fazer uma CRÍTICA HONESTA sobre o verdadeiro Talento dos Novos Artistas !!!!

    Vamos agora caçar os CURATORS,Patrícia ??? AH AH AH

    LEONARDO DE ALBUQUERQUE- Artista Plástico,Pintor e Escultor

    Curtido por 1 pessoa

  8. Olá Patrícia, olá todos, muito oportuno eu ter lido sua matéria aqui.
    Estou abrindo uma galeria de arte e na verdade não sou nenhum expert de artes, muito pelo contrário, sou somente um comerciante.
    Tenho lido, estudado, pesquisado, conversado, pensado, enfim, tenho consumido cada segundo de meus dias no aprimoramento dos conceitos que no final serão a alma da galeria.
    Acredito que os maus galeristas que voce mencionou acima, o são não pela falta de escrúpulos em abusar de credulidade dos artistas mas sim, o são por não conseguirem dinamizar suas galerias de forma a não precisarem de recorrer à este expediente, ou seja, não sabem ser bons galeristas e acabam apelando pelo dinheiro facil.
    Em meus estudos atuais (e contínuos, sempre) não sei dizer se serei bem sucedido, mas vou tentar. Uma das primeiras diretrizes que impus para a minha Galeria é que não se deve explorar este mercado da vaidade dos artistas, mas posso te contar um segredo? Esta diretriz é uma das mais obvias para quem deseja ter uma galeria em uma esfera superior dentro do mercado das artes. Uma galeria de artes possui toda uma inteira personalidade, caráter, alma e gênio e eu , por não ser artista estou tendo que criar cada detalhe artesanalmente, contando com o me bom senso e acima de tudo, contando com os amigos artistas que sem eles, nada disso seria possível. Na verdade a origem desta galeria se deu pois entendi a falta que faz um amigo que ajude um artista em sua obra. Não vejo a hora de ter as portas abertas para poder começar o trabalho. Criei um grupo no Facebook e quem quiser pode visitar, entrar, postar suas obras (observe as regras por favor) e caso queira aderir ao projeto, existe sim uma taxa mas faço questão de frisar que é um valor que será restituído ao final do contrato. Preciso dessa taxa para viabilizar a galeria. Não se trata de explorar a vaidade de ninguém, estou certo? A Galeria tem seu Projeto de Negócios, apresento-o para quem o desejar ver, dentro deste
    Projeto está incluso a contratação de equipe de vendas, participação em feiras e deixo claro, sem iludir ninguém, que a galeria está iniciando agora, como eu também estou iniciando minha carreira de galerista, marchand. Pretendo fazer tudo direitinho, crescer e levar junto (ou ser levado) todos os artistas que apostarem no meu projeto. Faço julgamento sobre as artes e muitas vezes me sinto um cretino por refutar um ou outro trabalho de alguem, mas tenho que fazer isso. Para mim é bastante dificil e chega à ser doloroso, ainda mais quando não tenho comunicação com o artista, quando não tenho intimidade para dizer que a obra dele ou dela não se compatibiliza com a proposta da galeria. Morro de medo de ferir sem querer alguem neste aspecto, não é minha intenção, mas existem obras que realmente não se compatibilizam com o conjunto colecionado pela galeria, entende? Sendo assim, se voce ou qualquer pessoa desejar postar suas obras la no grupo do Facebook, fique à vontade de faze-lo mas caso eu venha a deleta-lo, por caridade não se sinta ofendido nem me queira mal. O motivo é somente que não houve compatibilidade de estilos, combinado? Enfim, a galeria é feita pelo apoio positivo das pessoas, dos amigos e espero que eu possa realizar não somente a própria galeria mas tambem a carreira de muitos artistas de talento. Este é o link para o grupo no Facebook, sejam todos muito bem vindos: https://www.facebook.com/groups/ArtGalleryParcus/

    Abraços
    Robert L Parcus

    Curtido por 1 pessoa

    1. Roberto, eu acredito que existam verdadeiros e falsos curadores. Os verdadeiros existem. Acredito acima de tudo que no século XXI o Artista tem se tornado mais empreendedor. Não significa que ele não vá recorrer à galerias, mas sim, que as galerias terão que se adaptar e muito ao novo perfil do Artista. Isto é, daqueles que não venderem mais por conta própria. Os % não poderão mais ser aqueles de antes, 40 ou 50%. Os galeristas que entenderem isto, sairão na frente. Esteja preparado para isto, seja competitivo, não faça como vários galeristas que deixam as Obras doa Artistas jogadas pelo chão. Estamos cheios deste modelo velho. Ninguém precisa mais dele. Boas Artes!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: