Obra: “A Marca de Um Beijo de Amor” de Patrícia Amato,  – vendida, (foto de Soso Botture)

Hoje é Dia do Artista Plástico e como uma ativista das artes no nosso país, eu tenho alguns desejos para nós.

Gostaria em primeiro lugar que a Arte tivesse mais espaço nas escolas. Não aquela educação artística de sempre, mas que crianças fossem apresentadas ao mundo mágico dos Artistas e de como criam suas Artes. Que um Van Gogh imaginário entrasse numa Sala de Aula e mostrasse como era difícil sua vida e ao mesmo tempo genial criar o que criava. E como um Marcel Duchamp questionou conceitos de forma inteligente. Quais perguntas ele teria feito e quais perguntas estas crianças poderiam fazer. Que artistas dentro destas crianças e jovens poderiam nascer e não nascem por falta de estímulos?

Em segundo lugar, desejo que nós artistas possamos ser mais ativos e menos vitimizados ou vítimas de nós mesmos. Sofremos sim. Pela falta de cultura geral. Mas, precisamos acreditar e lutar por nossa classe. Não somos unidos, nos calamos e ainda criticamos veladamente, abertamente ou pior, falsamente os trabalhos de colegas. Precisamos usar nossa energia para coletivamente irmos a Museus que recebem exposições de Artistas Mortos ou extremamente famosos e perguntarmos: porque não nós? Para isso, forme um bom grupo de artistas e vá a luta. Ninguém fará isso por você a não ser você mesmo juntamente com um grupo.

Em terceiro lugar, desejo que nossas vendas aumentem. Que as pessoas percebam o valor de uma verdadeira Obra de Arte e que não é caro. Uma capa de celular, o ipad do momento muitas vezes custa mais ou tanto quanto muitas obras de arte de Artistas vivos e que ainda valorizarão com o tempo.

Finalmente, desejo de todo o coração que todos os Artistas encontrem o seu espaço e expressem livremente sua Arte. Não importa o seu estilo, muito menos o quanto mudem. Sejam vocês. Mudar faz bem. Eu mesma pinto o que quero e quando quero, já passei por muitas fases e não sou estática, graças a Deus! Se quero pintar uma abstração, pinto. Se quero pintar uma paisagem, pinto. Se quero pintar um surrealismo, pinto. Mas em todas as minhas Obras há muito de mim e de minhas mensagens. E uma coisa que percebo é que as Obras que venderam são aquelas que fiz com meu coração sem me importar com a opinião das pessoas. As obras que fiz pensando na opinião dos colegas, por medo de críticas ao invés de fazer com meu coração e alma, não venderam. Por mais técnica que tenham. E algumas estão impecavelmente pintadas.

Sejamos livres. De pensamento, Arte e sentimento. Isto confere leveza ao Artista. Boas Artes!

Anúncios