Bate Papo Comigo #3 – Quadro ou Obra de Arte?

Inspirada por meu amigo Leandro Dário do #Somos Todos Caveira, gravei este bate papo com exemplos práticos (meus) de diferenças entre Quadro e Arte. Mais ainda, falo e mostro na prática um pouco sobre poética artística. Para ver, clique aqui

Publicado por patriciaamatobl

Sou Artista Plástica, amante do meio ambiente e mostro como a Arte pode transformar nossas vidas!

4 comentários em “Bate Papo Comigo #3 – Quadro ou Obra de Arte?

  1. Olá Patriçia: Eu acho que obra de arte não precisa ser quadro ou tela, como quiser. Acho que qualquer obra tem que ser manifestação de alguém ou um artista, prá mim não importa tanto a qualidade técnica embora tenha seu peso, o que mais importa é a mensagem sugerida que de alguma forma proporciona reflexão a quem a viu , gostando ou não. Veja bem Jaksom Polok (desculpe se errei na escrita) quem vai me dizer que telas dele tem que ser compradas para combinar com um sofá. Então que se compre o sofá depois . Nos míseros mortais se atingirmos esse patamar, pintemos e sejamos artistas que pinta por prazer, como eu. Quem vai julgar que faço obras de arte ou quadros não somos nós que a fazemos , eu acho como já disse Andy worrow (desculpe a escrita) todos teremos 15 minutos de fama. Se tivermos sorte e competência teremos anos e seremos imortais. Ê isso.

    Curtido por 1 pessoa

    1. OI Walmir, é isso mesmo! Polock, no caso, foio um cara que inventou o “drop”, não tem nada de quadro para combinar com o sofá em Pollock, vc está certíssimo. Assim como Andy Warhol que inventou a Pop Art, sáo ícones de estilo, quem me dera ter um deles, sem sofá nenhum em casa, hehe! E assim como suas obras meu amigo, que são cheias de poética social e tem a sua marca. Um beijo!

      Curtir

  2. Oi, Patrícia e Walmir. Realmente nunca se chegará a um consenso sobre arte e não arte. Entendo que esse conceito muda com a época e a cultura no qual o trabalho está inserido. Tenho em mim a convicção de uma coisa: artista é aquele que trabalha a sua realidade, seja ela figurativa, abstrata, tridimensional, virtual, estática, performática e assim vai. Minhas referências: Rembrandt, Arcângelo Ianelli, Tomie Ohtake, Bosch, Antônio Peticov, Mestre Vitalino, Escher, Klimt…
    Expressões diferentes, épocas diferentes de Mestres naquilo que fizeram.
    Beijos e abraços.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Jair. O que seria de nós se os conceitos fossem permanentes, né?! Graças a Deus, seguimos evoluindo! Acho que o mais importante é passar uma mensagem, o Artista realmente ter uma pesquisa e saber o que quer representar. ” A Arte não responde, faz pensar”. Um beijo.

      Curtir

Deixe uma resposta para Walmir Teixeira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: