Sou apaixonada pelas Obras de KLIMT e meu sonho de consumo é uma coletânea sobre suas obras. Este ano, no Rio, encontrei tal preciosidade numa livraria. Mas custava mais de R$1300,00 e no momento, eu não poderia adquirir. Mas um dia, ah…um dia… Enquanto isso, resolvi fazer uma pesquisa sumária e apresentar aqui no artenavida.

Gustav Klimt nasceu em 1862 na Áustria, ao sul de Viena e morreu em 1918. Foi um Artista simbolista líder do Movimento da Secessão de Viena – grupo de artistas que se desligaram do academismo da pintura e aderiu ao Simbolismo.

Ele tinha mais 06 irmãos. Com 14 anos ingressou na Escola de Artes e Ofícios de Viena, juntamente com seu irmão Ernest. Logo os dois estavam desenhando e vendendo retratos feitos a partir de fotografias, mas no estilo KLIMT – moderno.

Mais tarde em 1890, KLIMT começou a entrar num estilo mais Art Nouveau e juntamente com seu irmão Ernest, abriu um atelier em Viena onde o principal foco deles era a realização de Artes Decorativas. Temas florais estavam em voga na época e alguns murais e painéis para teatros foram realizados pela dupla. Também em 1891, Klimt foi contratado para pintar a imponente escadaria e também afrescos do Museu Histórico de Arte de Viena com seu estilo decorativo. Este trabalho deu muita visibilidade para ele.

No ano seguinte, seu irmão Ernest faleceu e ele se desfez do atelier. Com isso, KLIMT começou a realizar trabalhos sozinho e em 1897 ele fundou o Grupo Secessão, cujo objetivo era o rompimento com o academismo em prol do simbolismo. Neste momento de sua vida, ele se descobre como o artista que marcou a nossa Historia. Seu estilo amadurece muito e ele vira um Artista diferente, mais robusto e criativo. Sua Obra ” A Árvore da Vida”, é uma grande representação do movimento Simbolista.

the-tree-of-life-gustav-klimt

Em 1898, o Secessão realizou sua primeira mostra e com a renda da exposição, Klimt e seu grupo construíram uma sede para o movimento – o “Palácio da Secessão” (projeto de Joseph Olbrich).

Em 1905, KLIMT deixou o Secessão e passou a desenvolver uma linguagem bem própria, mais dirigida ao feminino e ao sensual.

04_Serpertes_Aquaticas_II_1904_1907_04

Seus trabalhos mais famosos pertencem à “fase dourada”, em que utiliza folhas de ouro e retrata principalmente mulheres adornadas por pequenos objetos e formas geométricas como no “Retrato de Adele Bloch-Bauer” (1907) e “O Beijo” (1907-1908), sua obra-prima. Pintava com extremosos detalhes levando suas modelos a longuíssimas seções. Foi apaixonado por Emílie Flöge, com quem teve um longo caso de amor e foi sua companheira durante anos. Ainda na fase Dourada, KLIMT costumava fazer suas próprias molduras, personalizando de forma inigualável os seus trabalhos.

KLIMT foi aclamado pela sociedade vienense, em sua época. Em 1910, participou da Bienal de Veneza e no ano seguinte recebeu o primeiro prêmio na Exposição Internacional de Roma. Gustav Klimt morreu em 1918, vítima de um ataque de apoplexia.

Esta é uma pequenina amostra do Grandioso KLIMT, porém feita com cuidado e carinho. Espero que assim como eu, possam apreciar o talento deste notável Artista que se dedicou de corpo e alma às Artes.

Boas Artes!

tumblr_oeqwr18gLs1tf6z9zo1_500

Referências Bobliográficas:

https://en.wikipedia.org/wiki/Gustav_Klimt

https://educacao.uol.com.br/biografias/gustave-klimt.htm

http://mestres.folha.com.br/pintores/20/

Anúncios