Foto: Patrícia Amato

Quando me perguntam qual minha profissão, respondo prontamente: sou Artista Plástica. E não é raro escutar a segunda pergunta: e você trabalha em que?

No começo eu ficava chateada, hoje fico menos. Gasto minha energia explicando de forma didática que ser Artista Plástica é das profissões mais honrosas e de tempo integral que existem. E mal remunerada. Porque neste país, muitas pessoas não tem acesso à cultura e não sabem o que é Arte. Tento de verdade aproveitar a oportunidade de quem me pergunta, para trazer esta pessoa ao Universo Artístico. E tem funcionado, com muito ardor.

Acredito que nossa geração é daquelas que não colherá ainda os frutos vindouros da Arte, mas que pode e deve colaborar para melhorar a consciência das pessoas que nem sabem o que fazemos. E no mínimo deixaremos um legado melhor para as próximas gerações de Artistas.

Dou aula duas vezes por semana para grupos de adultos especiais. Aulas de Arteterapia e de verdade, considero um dos trabalhos mais importantes da minha vida. Percebo a  diferença que a Arte faz na vida deles. Como é poderoso poderem se expressar. Eles entendem tudo, é como se a Arte fosse uma linguagem Universal. E não falo coisas fáceis não. Falo sobre pesquisa poética, dou trabalho de colagens criativas, tiro-os da zona de conforto, apresento trabalho e resumo da vida de artistas esquizofrênicos como Van Gogh, Arthur Bispo do Rosário e também de Artistas ditos “normais” e que tiveram muitas dificuldades como Frida Khalo. E eles entendem tudo. E se esforçam, com seus problemas motores e de consciência. Produzindo peças INCRÍVEIS.

Quando vejo isso, penso: se eles conseguem e não desistem, quem sou eu para desistir? Faz um ano que dou aula para esquizofrênicos no CAPS II de Atibaia e a gratidão que sinto no meu coração, é enorme. Meus alunos são meus mestres da persistência. E na semana que vem, no dia 20 de junho de 2017, inauguramos a PRIMEIRA EXPOSIÇÃO de PINTURA do CAPS II de ATIBAIA, sob o título de ” A SANIDADE DE NOSSOS DIAS”.

A Coordenação é de Rose Mary Alves, Terapia Ocupacional de Silene Atala e a Curadoria é minha, Patrícia Amato. São 12 Artistas participantes e por lei, não posso divulgar o nome deles. Ainda. Será no “Centro de Convenções Victor Brecheret” , em parceria com a Prefeitura de Atibaia através das Secretarias da Saúde e da Cultura da Cidade.

Esta exposição, “A SANIDADE DE NOSSOS DIAS”, é uma prova de que a Arte nos salva, nos mantém saudáveis e de que nós Artistas somos muito profissionais.

Espero todos vocês para a visitação. Boas Artes!

Serviço:

“A Sanidade de Nossos Dias”

Exposição Artística do CAPS II Atibaia

Centro de Convenções  Victor Brecheret – Alameda Professor Lucas Nogueira Garcez, 511 – Vila Thais, Atibaia – SP, 12941-650

De 20 a 30 de junho de 2017, horário: 09:00h às 18:00h

Curadoria: Patrícia Amato , Coordenação: Rose Mary Alves. TO: Silene Atala

Parceiros: Prefeitura, Secretaria da Saúde, Secretaria da Cultura da Cidade de Atibaia.

Anúncios