Olá amigos!

Estive no Masp há alguns dias e pude ver a maravilhosa exposição de Toulouse Lautrec. É de dar orgulho a qualquer brasileiro o que o Masp está fazendo. Há várias exposições acontecendo lá, em andares diferentes.

“Toulouse Lautrec em Vermelho”, está no primeiro andar. O Acervo do Masp, no segundo. Além disso, há mais exposições no subsolo. Eu fiquei mesmo no primeiro e segundo andares ( já que ainda me recupero da coluna). Mas confesso que queria mais e mais. E numa terça feira, a entrada é GRATUITA! Sabiam?! Sim, e pode-se visitar todas as exposições!!!

Hoje, vamos falar sobre Toulouse Lautrec.

Henri de Toulouse-Lautrec (1864-1901) foi um dos artistas europeus mais importantes da virada do século 19 para o século 20. De estilo pós-impressionista, é conhecido por pintar avida boêmia de seu tempo.

Nascido em 24 de novembro de 1864,  era franzino e um pouco deformado. Ele era um boêmio inveterado e faleceu precocemente aos 36 anos de sífilis e alcoolismo. Mas durante os 20 anos que se dedicou às Artes, deixou um legado maravilhoso. Ele revolucionou o design gráfico dos cartazes de propaganda e sem saber, deixou em sua Obra traços que seriam reconhecidos posteriormente como ‘Art Nouveau” Ele era filho de um conde, portanto da “nobreza” de sua época.

Agora imaginem este nobre, circulando entre os Cabarés de seu tempo, amigos de prostitutas, atrizes, dançarinas e artistas de todos os gêneros. Na época isso não era bem visto numa família “nobre”. Mas Toulouse sabia o que queria e mergulhou de cabeça nas cenas noturnas.

(Obra de Toulouse Lautrec, Foto de Patrícia Amato)

DSCN2489

O Masp apresenta boa Mostra do legado de Toulouse Lautrec.  Mostra a sua produção, desde os primeiros anos, na década de 1880, até o fim de sua vida através de 75 obras e 50 documentos.

Ao entrar na Exposição, deparamos com esta visão: (foto: site do Masp)

A exposição está montada em cinco núcleos. O primeiro deles apresenta o mundo das maison closes — “casas fechadas”, em francês — com obras de retratos de mulheres. (A partir daqui, todas as fotos são minhas, Patrícia Amato)

 

 

O segundo núcleo da exposição reúne também representações de mulheres , que vão desde lavadeiras, modelos de ateliê, burguesas e nobres.

 

O terceiro núcleo da exposição é dedicado a retratos masculinos.

DSCN2476

Finalmente, o quarto e o quinto núcleos trazem o melhor de Toulouse: representações da vida noturna, com seus cabarés, bares, restaurantes e casas de espetáculo da Paris de seu tempo.

 

Está impedível, e O Masp de parabéns pela montagem e categoria desta exposição! Vá ver e se deliciar. Boas Artes!

Serviço:

Toulouse Lautrec em Vermelho, MASP – primeiro andar

Em exposição até 01/10/2017

Av. Paulista, 1578 – Bela Vista, São Paulo – SP, 01310-200

Estacionamento não incluso. Entrada Grátis às terças feiras.

Para comprar ingressos, clique aqui.

 

Anúncios